Go to Home  
 

Pirelli

Antes da Segunda Guerra Mundial, já estavam presentes na Itália, as empresas que produziam artesanalmente o rebreather de oxigênio ARO.

Através de uma iniciativa da Marinha Italiana, a produção deste equipamento passou para um único grupo chamado SIAS, que, posteriormente, alterou o seu nome para SALVAS, com sede em Roma e, algum tempo depois, mudou os seus escritórios para Castelnuovo di Scrivia, onde ainda está localizada.(1)

Imediatamente após a guerra, o ARO continuou a ser o protagonista da tradição italiana de mergulho.(1)

A PIRELLI, famosa indústria com tradição em pneus, fabricou equipamentos de mergulho para a Marinha Italiana durante a Segunda Guerra Mundial. Entre eles, os rebreathers ARO, cujos modelos foram POSEIDON e POLIFEMO.(1)

O médico cirurgião italiano, Alberto Novelli, que se revesava nos títulos com Ennio Falco, foi recordista e campeão de caça sub e de mergulho livre entre 1951 e 1956.

Novelli, juntamente com o técnico Peter Buggiani, patentearam o primeiro regulador de dois estágios que foi comercializado pela PIRELLI, em 1959. (2) Novelli era consultor do Centro de Exploração Subaquática da Itália.

 

 

Alberto Novelli, através de suas pesquisas,  chegou a conclusão que o ar existente na parte superior das vias respiratórias do mergulhador não haviam sido utilizado no processo respiratório, enquanto o ar dos pulmões do mergulhador continha os mais baixos níveis de oxigênio e os mais altos níveis de dióxido de carbono.

O seu projeto levou esta informação em conta para a fabricação do primeiro regulador de dois estágios. Denominado de EXPLORER, de patente de Buggiani-Novelli, foi produzido em três modelos: MAYOR (Maior). STANDARD e MINOR (Menor). Foi o primeiro regulador de dois estágios produzido no mundo.

 

 

Durante a expiração, o ar, não utilizado pelo mergulhador, expandia as conchas do novo regulador Explorer, fechando a válvula de demanda e ativando o funcionamento de um cabo de aço inoxidável. Este cabo permitia a abertura da válvula de exaustão no mouthpiece/bocal, que permitia que o restante do ar exalado (já utilizado pelo mergulhador) escapasse para o meio aquático.

Após a inalação, o ar, que estava na parte superior das vias aéreas e havia sido armazenado nas conchas bi-valves, era reespirado/reinalado. Com isso, o colapso da câmara ativava a válvula de demanda para uma nova carga fresca de ar do cilindro.

 

 

A limpeza do conjunto mangueira/regulador (desalagamento) era semelhante em funcionamento aos outros reguladores double hose sem válvulas anti-retorno (non-return). Caso o mergulhador perdesse o seu mouthpiece debaixo d'água, ele deveria subir um pouco e, com o free-flow gerado, como o existente em qualquer outro regulador double hose da época, efetuava o desalagamento da mangueira.

No entanto, nenhuma válvula de retenção poderia ser utilizado neste modelo de regulador, pois , a única mangueira funcionava tanto para a inalação, como para a exalação.

 

 

Se algum problema mais grave acontecesse, como alagamento total da mangueira e da câmera do regulador,  bastava o mergulhador comprimir manualmente as conchas, o que ativava a válvula de inalação e efetuava a drenagem da mangueira através do mouthpiece e da válvula de exaustão.

Em 29 de agosto de 1959, juntamente com Falco e Cesari Olgiaji, Novelli bateu o recorde mundial, utilizando o regulador Explorer, atingindo a profundidade de 131,35 metros, em um mergulho que durou uma hora e vinte minutos. (2)

 

 

O primeiro estágio do regulador ficava acoplado através do yoke a um cilindro na posição invertida. A bi-valve shell lung, o segundo estágio do regulador, ficava clipado na altura do ombro esquerdo do mergulhador e recebia ar através de uma mangueira de média pressão. As conchas eram de latão cromado e tinham a forma ovalada nos Explorers de modelos Maior e Standard.

O modelo Maior tinha as conchas maiores e eram de parede dupla. Entre as conchas existia uma folha de borracha na forma de fole, que estava presa nos sulcos das conchas por grampos de metal.

 

 

As versões da Pirelli, o Explorer Maior e o Explorer Standard, apresentavam o mesmo primeiro estágio que reduzia a pressão do cilindro para uma pressão intermediária de 43PSI.

O Explorer Menor foi a versão posterior criada em 1960. Este modelo já apresenta as conchas no formato arredondado.

 

 

O cabo de aço inoxidável estava ligado ao mecanismo do reguladoar na tampa superior (alavanca do regulador) e estava colocado através da mangueira  para um encaixe ajustável no mouthpiece. A válvua de exaustão nada mais era que um parafuso com uma anilha de borracha e o cabo ligado.

O regulador Explorer da Pirelli foi importado e distribuido nos Estados Unidos pela empresa Sport-o-mation de Los Angeles.

 

 

Em 1968, a PIRELLI parou a produção de equipamentos de mergulho para a Marinha Italiana. (3)

 

Fontes:


(1) http://history.flyer.it/rebreathers/Italiano/sezioni/storia/frameset.htm

(2) HDS NOTIZIE N. 34 - Settembre 2005 - http://www.hdsitalia.com/

(3) http://www.omg-italy.it/uk/storia.html

(4) Historical Diver Magazine #31 - Pirelli Explorer by Kent Rockwell

 

Explorer Minor #057

Explorer

Explore 2

Explorer #150

Explorer #478



 
Apoio   Scuba Point Facebook

 
Terms of Use Copyright © CG-45 Collection     -     All Rights Reserved Contact